Embaixada de Portugal no Senegal

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Exportações e importações aumentaram 5,8% e 2,4%

No trimestre terminado em agosto de 2015, as exportações e importações de bens aumentaram 5,8% e 2,4%, respetivamente.    

tabela

                                                                                                    As exportações e importações de bens cresceram 5,8% e 2,4%, respetivamente, no trimestre terminado em agosto de 2015(...) O défice da balança comercial de bens diminuiu de -2 756,8 para -2 425,7 milhões de euros, e o rácio de cobertura passou de 81,2% para 83,9%.

As exportações e importações de bens cresceram 5,8% e 2,4%, respetivamente, no trimestre terminado em agosto  de 2015. O défice da balança comercial de bens diminuiu  de -2 756,8 para -2 425,7 milhões de euros, e o rácio de cobertura passou de 81,2% para 83,9%.
O comércio intra-UE contribuiu negativamente para a evolução da balança comercial, com as importações a crescer mais rápido do que as exportações de bens, a uma taxa de crescimento homóloga de 7,8% e 6,8%, respetivamente. O mesmo pode ser dito sobre o comércio com os países membros da zon a euro, com as importações a crescer perto de 8.0% e as exportações a crescer 7,0%. Por outro lado, o comércio internacional extra-UE registou uma descida acentuada das importações de bens, caindo 11,3%, enquanto as exportações aumentaram 3.4%.
 
Em agosto de 2015, os estabelecimentos hoteleiros registaram 7.2 milhões de estadias, correspondendo a um aumento homólogo de 2.5%. Os proveitos totais, e do aposento aumentaram 10,0% e 10,8%, respetivamente, uma subida ligeiramente menor da registada em julho, onde o crescimento foi de 12,9% e 15,3%, respetivamente, dado que o fim da época alta se aproxima e a atividade turística abranda. As receitas acumuladas ficaram nos 1 702,2 milhões de euros, no período de janeiro a agosto. Os principais mercados estrangeiros, que totalizam 64,3% do total de estadias de não-residentes, foram o britânico (22,4%), o espanhol (18,5%), o francês (12,7%) e o alemão (10,7%).
 

Fonte: http://www.peprobe.com

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail